Processo natural

NOTA 2,0

Com as revoluções industriais, a vida humana tem mudado drasticamente, permitindo o conforto, mas também o desemprego. A "quarta revolução industrial" trará os robôs inteligentes, impactando o modo que vivemos de uma maneira expressiva.

Com robôs que realizem atividades consideradas ruins, trata um conforto maior, pois estes cargos repetitivos serão responsabilidade dos robôs, permitindo que as empresas produzam mais, aumentando a qualidade de vida pela maior oferta de produtos a um custo mais baixo.

Seguindo o raciocínio, logo se encontra o problema para aqueles que não conseguirão se "encaixar" em cargos diferentes ou não possuem estudo para exercer funções diferentes, certamente diferentes. Certamente, eles enfrentarão problemas até certo ponto, contudo, novas demandas surgirão gerando novos empregos.

Tendo em vista o avanço das tecnologias cada vez mais presentes, será questão de tempo até que os robôs assumam postos de trabalhos trabalho, trazendo benefícios para nós, com nós. Com este impacto no modo de viver, haverá uma nova demanda por trabalhos gerados pela necessidade, ajustando a balança com presença dos robôs e permitindo uma melhor qualidade de vida.

Comentário geral

Texto excessivamente confuso, em que o autor tenta apontar os benefícios no avanço da robótica e minimizar a sua influência na questão do trabalho. O problema é que ele não consegue explicar com um mínimo de justificativas nem os benefícios, nem os malefícios de absolutamente nada. Sua visão do tema é superficial e a estrutura do texto é a de declarações avulsas, mal conectadas entre si. O uso da linguagem é informal e, mais do que isso, obscuro. Resultado, o leitor é obrigado a filtrar tudo o que o texto diz para extrair um punhado de ideias infelizmente muito rasas.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: o texto começa mal, descrevendo de modo insuficiente o panorama histórico da humanidade em relação às revoluções industriais, como se elas tivessem trazido apenas conforto e desemprego. Não é só de robôs inteligentes que se constitui a quarta revolução industrial como se pode ver nos textos da coletânea. O verbo permitir está usado inadequadamente no lugar de proporcionar ou oferecer.

2) Segundo parágrafo: a) atividades consideradas ruins? Como assim? Percebe-se nisso uma ideia até pertinente, mas expressa de modo inadequado. b) trata um conforto maior? Provavelmente o autor quis dizer trará, mas não disse e com isso destruiu toda a sintaxe do parágrafo. c) agora ele explica que as atividades ruins são as repetitivas, mas seu foco é confuso, pois, em vez de mostrar o benefício de livrar o homem dessas necessidades, ele fala em aumento da produção e melhora da qualidade de vida graças ao maior número de produtos disponíveis, como se a vida melhorasse devido a um maior número de produtos a serem consumidos.

3) Terceiro parágrafo: a) trata-se mais de trabalhos e empregos do que de cargos ou funções. b) No mínimo, o autor deveria dar um exemplo dessas novas demandas que vão gerar novos empregos.

4) Quarto parágrafo: sem acrescentar nada ao que disse anteriormente, o autor conclui com uma repetição dos parágrafos anteriores, em especial do terceiro, por meio de frases confusas que não comunicam com precisão as ideias que podem ser "pescadas" no texto.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 2,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos