Protagonistas e coadjuvantes

NOTA 3,0

O usuário de drogas, está drogas está ligado direta ou indiretamente com à à violência, porque porque, ao comprar quaisquer tipos de drogas ilícitas estará financiando ilícitas, financia o tráfico, o tráfico. O dinheiro arrecadado com o tráfico de drogas drogas, por sua vez, alavanca o tráfico de armas, armas usadas usadas para matar milhares de pessoas no mundo inteiro.

Por isso, o consumidor de drogas tem sua parcela de culpa na violência. No Rio de Janeiro Janeiro, o problema foi tão além que precisou da tornou-se tão grande que foi necessária uma intervenção militar, aprovada no dia 21 de fevereiro de 2018, segundo o: BBC Brasil em São Paulo informações da BBC Brasil.

Sem dúvida, se não houvesse compradores, a violência despencaria, pois como se entende no texto: disse anteriormente, violência, drogas e armas estão ligadas diretamente entre si.

Portanto, devem ser aplicadas pelo governo responsável; o governo deve aplicar leis que punirá punam o usuário de drogas mais severamente, bem como o traficante e ou qualquer um que faça apologia às drogas. Além disso, promover juntamente com a mídia palestras a respeito do tema, como houve em 2017, nos dias 25 e 26 de abril abril no auditório do Supremo tribunal de justiça Tribunal de Justiça (STF).

Comentário geral

Texto fraco. O autor declara no início que uma parcela de culpa pela violência é do usuário, pois este financia o tráfico, mas não consegue, em termos de conteúdo, ir muito além daí, repetindo-se no segundo e no terceiro parágrafo, e usando como prova de sua declaração a própria declaração. Não há uma reflexão sobre o tema. Apenas exposição de uma opinião pessoal, com que o leitor não é obrigado a concordar, já que não se apresenta a devida fundamentação. Não bastasse o simplismo do raciocínio apresentado nesses três parágrafos, o autor ainda propõe uma solução simplista para o problema, que vai na contramão do que diz os especialistas no tema e a própria legislação brasileira. É um texto superficial, que não atende às exigências feitas a um estudante do ensino médio. Os vários problemas de linguagem foram corrigidos em verde. Em vermelho, destaca-se uma afirmação lançada na página, mas não conectada com a argumentação do autor. O que a intervenção militar no Rio de Janeiro tem que ver com o papel do usuário na violência? O autor não diz.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 3,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos