Proteção é a resposta

NOTA 4,0

Em um dos mais empolgantes episódios do desenho animado Super Choque, um vírus "inofensivo" quase que conseguiu conseguiu destruir o quartel general da Liga da Justiça. Infelizmente Infelizmente, no mundo fora dos quadrinhos e animações real, isso não é diferente, um simples vírus pode roubar inúmeros dados pessoais.

O mundo digital apresenta riscos para àqueles aqueles que não contam com um conhecimento da área, visto que cada vez mais observamos em telejornais golpes onlines online. A problemática é que junto com um email comum de propaganda ou quaisquer outras formas de enviar anexos, e afins, possa vir acompanhado o roubo de dados pessoais.

Na contemporaneidade que vivemos Atualmente, já se tornara tornou difícil ficar sem a internet, e internet e é aí onde que caímos nas armadilhas de hackers, apenas hackers. Com apenas um clique e clique, todos os seus dados que estiverem contidos na máquina ou na conta foram podem ser perdidos. Mesmo que a que, a cada dia que se passa passa, cada vez os os softwares (programas) de proteção estejam mais modernos, ainda há muita facilidade para acontecer o menção anterior o que foi mencionado anteriormente.

Em virtude do que fora foi dito, claramente, esse impasse deve ser resolvido. Através da parceria entre o MEC e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, poderiam implementar palestras sobre os perigos do universo digital em escolas, onde está localizado localizada a maior parte dos internautas, além disso internautas. Além disso, a disponibilização gratuita de programas de proteção de computadores e smartphones seria uma opção válida para a diminuição de roubos de dados pessoais.

Comentário geral

O texto é até razoável, sem problemas graves de linguagem e de estrutura. O que o prejudica é o entendimento parcial do tema. Sim, o sequestro de dados de computadores é um problema gravíssimo, além de também ser um crime. No dia 12 de maio, isso ocorreu em escala jamais vista, o que torna o tema atualíssimo. Mesmo assim, o tema da redação eram os perigos virtuais e não apenas um deles. Ao refletir sobre apenas um aspecto desses perigos, o autor tangencia o tema proposto, em vez de abordá-lo.

Aspectos pontuais

 

1) Primeiro parágrafo: a comparação não é das melhores. No caso da ficção, um quartel foi destruído. Na realidade, é possível roubar dados das pessoas. O exemplo da ficção é mais grave que o da realidade, quando deveria ser, no mínimo, equivalente.

2) Segundo parágrafo: a) não é só para quem desconhece a área. Basta lembrar que o ataque de hackers de 12 de maio atingiu empresas que contam com especialistas em informática. b) A frase é mal formulada. O que o autor quer dizer é que os anexos de mensagens de desconhecidos muitas vezes podem conter vírus e não se deve abri-los indiscriminadamente.

3) Quarto parágrafo: a) impasse é um problema sem solução. No caso apresentado não houve impasse, mas problema, que deve ser resolvido por ser um problema, não em virtude do que foi dito. b) o uso do verbo na terceira pessoa do plural é suspeito: o aluno tem consciência de que usa essa forma para indeterminar o sujeito? Ou pensa que o sujeito são os ministérios que ele menciona depois do advérbio através? Nessa segunda hipótese, o autor está redondamente enganado. c) Palestras são uma espécie de solução universal para qualquer tipo de problema. Será que apenas palestras resolveriam um problema como o sequestro de dados? d) Quem pode afirmar que a maioria dos usuários da internet se encontra em escolas? Existe alguma estatística que sustente isso?

 

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 4,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos