Querer, poder, conseguir: faça!

NOTA 9,0

Ao analisar a trajetória de pessoas que cresceram na vida, encontra-se encontram-se alguns fatores em comuns comum na vida delas: foco, perseverança, dedicação e confiança. Dentre vários outros, esses são os principais segredos para obter êxito em qualquer âmbito social. Para isso, é necessário abrir mão de vários prazeres da vida. E, diga-se de passagem, nos dias atuais isso não é uma tarefa fácil.

Em qualquer que seja a situação, apenas uma boa estrutura (espaço e professores) não traz sucesso. Ela é de fundamental importância, mas por si só não garante bons resultados. Assim como no esporte – quando o atleta treina insistentemente visando o máximo de si – e na música – quando o músico ensaia sem parar uma nova canção – nos estudos acontecem acontece a mesma coisa. Determinação para vencer diversos obstáculos que surgem no caminho caminho, como por exemplo o cansaço, a cansaço e dificuldade na locomoção até às escolas e escolas, além de inúmeros motivos que fazem com que o aluno fique desmotivado de tudo. Não é fácil!

Outra preocupação constante é que uma nova era veio com tudo. Uma tal de era da informação. Redes sociais é são o que não faltam falta. É São uma curtida aqui, uma comentada lá e uma compartilhada acolá. Ficar desconectado desonectado, nesse mundo mundo, equivale a viver na caverna de Platão. Mas quem diria, a Mas, quem diria? A busca do sucesso quase sempre obriga a cometer justamente o contrário, ou seja, voltar à caverna, isolar-se em virtude de um foco preestabelecido.

Portanto, entende-se que o segredo do sucesso vem de cada pessoa. Basta que cada uma delas trace metas, estabeleça um foco e reconheça seus limites, mas não se prenda a eles. Afinal, "querer" é para todos, "poder" é para alguns e para "conseguir" é preciso de uma simples atitude: "vá e faça"!

Comentário geral

Texto muito bom, em que se encontram, inclusive, índices de autoria, com o que se quer dizer que a redação se afasta do texto padrão, meramente bem escrito e bem estruturado, para trazer uma marca da personalidade do autor. Ao mesmo tempo em que é um ponto muito positivo, contudo, isso leva o autor a uma informalidade – em especial no terceiro parágrafo – que escapa à norma culta, no sentido estrito. Mas a tendência dos examinadores atualmente seria aceitar esse pequeno desvido da norma, uma vez que usado adequadamente, com propriedade. Aqui, procuramos adotar uma postura muito rigorosa na correção para servir de alerta aos internautas. Então, diminuímos meio ponto nas competências 1 e 3. Acreditamos que, para outros examinadores, a nota do texto poderia variar entre 8,0 e 10,0.

Aspectos pontuais

1) Segundo parágrafo: entende-se o que o aluno quis dizer por espaço, mas a expressão não é de todo correta. Melhor teria sido falar em instalações físicas ou escolas.

2) Terceiro parágrafo: aqui o texto apresenta seus maiores problemas. É informal e coloquial demais. A coloquialidade cria os problemas que levam aos erros de concordância. Além disso, o argumento propriamente dito não é sólido, uma vez que é possível estudar via internet. Portanto, estar conectado não significa necessariamente perder o foco. Tudo depende do que o estudante resolve fazer on-line.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 2,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 2,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 2,0
Nota final 9,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos