Questão “pinoquiana”

NOTA 4,0

No desenho Na história infantil "Pinóquio", o menino de madeira não pode enganar os outros personagens por não conseguir mentir sem ser descoberto. De maneira adversa descoberto, ao contrário das as "fake news" divulgadas em redes sociais sociais, que têm forte influência na formação equivocada da opinião e nas ações públicas, principalmente em período eleitoral. Assim, observa-se que esse o processo democrático é violado, o que gera uma problemática é um problema.

De certo, é evidente na obra "1984", A obra "1984", de George Orwell, evidencia como a manipulação da verdade exerce poder na vida política das pessoas. Nesse sentido, a "web" é uma importante difusora de notícias, sejam elas verídicas ou não. Sendo assim, predominam os interesses pessoais sobre os da nação em eleições guiadas por inverdades. Isso aconteceu com as eleições de 1998, quando o candidato Lula foi prejudicado pela veiculação de boatos.

Em contrapartida, o Facebook desativou mais de 100 páginas sociais que divulgavam frequentemente "fake news". Essa medida é importante no combate à manipulação política, porém não é o bastante, pois os brasileiros, geralmente, não checa checam as informações compartilhadas. Cerca de apenas 37% deles verificam a origem dos dados cibernéticos dessas informações.

Segundo Friedrich Nietzsche, "as convicções são cárceres". Dessa maneira, pode-se concluir que é necessário cultuar uma mentalidade crítica que seja acessível a todos. Para tanto, é preciso que as escolas e as universidades promovam o desenvolvimento intelectual dos jovens através de rodas de leitura, seminários ou debates periódicos que discutam diversos assuntos. Ademais, a formação de jornais escolares em que os protagonistas jornalistas sejam os próprios estudantes é decisivo no comprometimento com a ética e a verdade. Nesse sentido, a orientação de um professor é significativo significativa na evolução do caráter do aluno e na produção jornalística. Por consequência, ter-se-á uma sociedade que os eleitores votam com consciência e que são menos vulneráveis às "fake news".

Comentário geral

Texto razoável, mas com um problema grave em relação ao entendimento do tema: o autor, por um lado, se limita à questão das fake news, por outro, não se limita às redes sociais, ao falar em boatos (que sempre existiram) e na eleição de 1998, quando as redes sociais não existiam. Com isso, o corretor é forçado a diminuir a nota das competências 2 e 3, mas poderia, eventualmente, zerar a redação por considerá-la tangencial ao tema. Não se fez isso aqui em respeito à demonstração que o texto dá de uma compreensão do problema mais amplo que mentira e verdade acarretam em épocas eleitorais. Vale apontar o excesso de citações, que vão de Pinóquio a Nietzsche, sem serem bem relacionadas com as declarações feitas no texto.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: violar a democracia é o problema. Se gerasse um problema, o autor precisaria explicar qual é esse problema.

2) Segundo parágrafo: a) em "1984", vemos a vida cotidiana das pessoas sendo manipulada por um Estado que não lhes permite sequer ter uma vida política: ou são a favor do Estado ou são punidos. b) Em que sentido? O leitor não consegue nem entender nem ver com clareza a relação entre o mundo sombrio de Orwell e as redes sociais que o autor quer estabelecer.

3) Terceiro parágrafo: a) a expressão "em contrapartida" gramaticalmente refere-se ao que foi dito imediatamente antes dela, no parágrafo anterior, a saber o prejuízo que os boatos causaram a um candidato. Mas o autor tem outra coisa em mente: em contrapartida às fake news, o Facebook retirou do ar uma centena de páginas. b) O que são "dados cibernéticos"? A expressão parece um idioleto do autor, isto é, uma linguagem só dele, profundamente subjetiva.

4) Quarto parágrafo: a) mais uma vez, o autor não estabelece uma relação clara entre a citação que faz e o que diz a seguir. b) O autor mistura, de modo abrupto, em dois âmbitos muito diferentes entre si a influência do professor: por um lado, na formação do caráter; por outro, na realização de um jornal escolar

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 4,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos