Reforma ou deforma de [deformação do] ensino

NOTA 3,0

O novo governo no Brasil, vem do Brasil vem realizando diferentes mudanças polemicas polêmicas. A educação desta dessa vez foi o alvo, a Secretaria da Educação tomou medidas provisórias no ensino médio; que as disciplinas de educação física e Artes serão facultativas. Professores e Alunos demonstram suas insatisfações alunos demonstraram sua insatisfação diante desta dessa decisão.

A disciplina de educação física é fundamental para o desenvolvimento de jovens, sendo que nesta nessa idade a agem de maneira mais tímidos tímida, a pratica prática de esporte fortalece a interação dos grupos entre eles. Além de informar os cuidados com a saúde saúde, evitando doenças futuras, pode despertar o interesse profissional por esta essa área.

Em relação a à disciplina de Artes artes, ela é pura expressão de sentimentos, tendo contato com a música, instrumentos, pintura, teatro e outros. Estimula um o desenvolvimento de liberdade de expressão, sensibilidade, um o pensamento crítico diante da sociedade. Esta é a ligação de esperança para o futuro.

Portanto as disciplinas de educação física e artes tem têm uma função de extrema importância para o desenvolvimento de crianças e jovens em uma sociedade. Espera se Espera-se que o governo reavalie sua decisão referente a à reforma da educação.

Comentário geral

Texto fraco, apesar de relativamente bem escrito e estruturado como uma dissertação, apesar de não utilizar adequadamente os recursos coesivos para conectar os argumentos. No entanto, existe uma incompreensão em relação ao tema, que é exposto de modo confuso no primeiro parágrafo, e aos fatos, pois a sugestão de que o governo volte atrás já foi tomada, como se informa na proposta de redação. Há, além disso, trechos obscuros, em que não se sabe o que o autor da redação está tentando dizer. Isso ocorre em todos nos três primeiro parágrafos, ou seja, em 75% do texto.

Aspectos pontuais

1) Título: não existe o substantivo deforma. Então, o efeito estético que o autor buscou não é atingido. Há limites para a criatividade.

2) Primeiro parágrafo: a) as mudanças são polêmicas, sim. Mas por que são diferentes? Diferentes em relação ao quê? b) Espera-se que no final do ensino médio o aluno saiba no mínimo a diferença entre o governo federal, o estadual e o municipal. O primeiro tem um Ministério da Educação. Os outros dois têm secretarias. Então há um equívoco conceitual nesse trecho da redação. c) Tomar medidas é uma coisa. Editar uma medida provisória outra. Não se espera que o aluno conheça a diferença jurídica, mas pelo menos que veja a diferença linguística. d) Desde o ponto e vírgula mal empregado, todo o fim do parágrafo não obedece a sintaxe nem a lógica do idioma.

3) Segundo parágrafo: a) o primeiro trecho em vermelho é uma declaração ininteligível. O que provavelmente o autor quis dizer foi que os jovens são tímidos e o esporte os ajuda a se socializar. Não é um argumento inquestionável, capaz de convencer da necessidade de uma educação física obrigatória. b) A prática de esportes colabora com a saúde, mas ninguém recebe informações sobre saúde ao jogar futebol, nadar ou andar de bicicleta. Ou seja, esse argumento é um equívoco.

4) Terceiro parágrafo: a) pela sintaxe da frase, o sujeito de tendo contato é a própria arte. Mas a arte não tem contato com a música, com os instrumentos, etc. Música, pintura e teatro são artes. O autor se expressou incorretamente. b) O que é uma ligação de esperança?

5) Quarto parágrafo: a) a proposta não se dirige a crianças, mas a adolescentes, pois se trata de reforma do ensino médio. Mais um equívoco conceitual do texto. b) Se o autor da redação tivesse lido corretamente a proposta, teria visto que o governo já reavaliou e suspendeu a decisão.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 3,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos