Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Agosto/2019 Criptomoeda: tecnologia e revolução econômica

Redação corrigida 0

Revolução e evolução

Inconsistente Erro Correção

No decorrer do tempo a sociedade foi evoluindo. A indústria também acompanhou esse processo, tanto que estamos caminhando para a 4a revolução industrial. Com o advento da "internet das coisas", tudo foi se conectando cada vez mais. Veículos, eletrodomésticos, etc., tudo está sendo construido construído para estar conectado na internet. As criptomoedas surgem nesse contexto, e, sem a regulamentação de como utilizá-la se não for corretamente regulamentada, pode ser a porta para o surgimento de diversos crimes.

É preciso que haja um controle para não surgir conflitos. As pessoas, quando não são guiadas sobre o que podem ou não fazer, tendem a defender apenas o ponto de vista delas, desprezando o dos outros. É nesse momento que o homem se torna o lobo do homem, como já pensava Thomas Hobbes.

Pensando nisso nisso, o governo brasileiro vem tentando adquirir um maior controle sobre as criptomoedas. Recentemente foi anunciado um projeto para que os investimentos que forem feitos com em criptomoedas sejam informados aos órgãos do governo. O objetivo dessa medida é combater crimes como a lavagem de dinheiro.

Portanto, é importante a atuação do governo na fiscalização das criptomoedas. Por isso é necessário que o governo crie mecanismos para fiscalizar movimentações financeiras suspeitas envolvendo as criptomoedas. Assim não só a revolução, mas também a evolução, vão se tornar evidentes.

Comentário geral

O texto recebe zero em função dos problemas apontados na competência 2, que se resumem na expressão "fuga do tema".

Competências

  • 1) O autor tem um domínio mediano da linguagem escrita. Sabe escrever frases gramaticais e agrupá-las. Mas, além dos erros corrigidos em verde, vale notar a primeira frase do texto, que é de uma banalidade excessiva, e a última, que é completamente enigmática, para não dizer sem sentido. Ambas foram assinaladas em vermelho.
  • 2) O autor não entendeu o tema e desenvolveu um texto sobre a necessidade de o governo regulamentar as criptomoedas. Para piorar, foi praticamente isso que ele disse em todos os parágrafos do texto, com pequenasa variações. O zero nesta competência se estende a todas as outras. Por isso, ele não tem nota melhor na competência 1 e na 4, nas quais seu desempenho mereceria 120 pontos.
  • 3) Não há argumentação, há repetição. Como dissemos, o autor apela até para Hobbes para dizer que é preciso regulamentar e fiscalizar as criptomoedas.
  • 4) Vale praticamente o mesmo comentário da competência 1. O autor revela um domínio mediano do uso de recursos coesivos.
  • 5) Repete-se mais uma vez a ideia da necessidade de fiscalização e regulamentação, para depois lançar uma frase aparentemente bombástica, mas sem sentido.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0
Nota final 0

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.