Rótulos mas [mais] elaborados

NOTA 0,0

Muito se tem falado sobre a comercialização e produção dos OGMs (Organismos geneticamente modificados Geneticamente Modificados) , ou simplesmente alimentos transgênicos, termo ainda não definido pela lei da Biossegurança de 2005, mas nem todos sabemos que ambos são processos geneticamente diferentes, Conforme diferentes. Conforme assegura o processo proposto por Charles Darwin e Alfred Wallace, os OGMs poderiam existir de forma natural, já os transgênicos cuja derivado de um processo onde se cria um organismo transgênico (o transgêne) em hipótese alguma ocorreria de forma natural, embora a forma natural levaria muito mas mais tempo, para o nosso consumo seria menos agressivo.

Trazendo Trazer para a realidade do nosso pais país a aprovação dessa lei implicara na implicará a alteração das embalagens usadas para comercializar esses produtos, a inibição da sigla informando que o alimentos se derivou de forma transgênica fara fará que o consumidor mas mais uma vez seja enganado, e desprovido de informações importantes para a nossa saúde, embora não são muitos sejam muitas as pessoas que se dão o trabalho de de, antes de comprar um produto, dediquem dedicarem um minuto do seu tempo para ler quais as composições daquele respectivo produto qual é a sua composição, mas levando em conta dos os poucos que fazem ao contrario o contrário, essa lei negara negará essa informação muito importante.

Embora saibamos que existam muitos erros na qualidade da alimentação da humanidade, às vezes pela falta de conhecimento, tanto na fabricação quanto na derivação dos alimentos, não se deve ser negado negar a informação bem clara e precisa da composição dos alimentos, não apenas produtos transgênicos, mas a sua composição num todo, introduzir um rotulo mas rótulo mais elaborado e bem descritivo cessaria essa grande repercussão a respeito da desvalorização dos nossos produtos no ato da exportação, acabando assim com os rumores que a nossa economia poderia sofrer altos riscos, sem as exportações.

Comentário geral

Texto insuficiente. O autor não entendeu a proposta e não escreveu uma carta. Tentou dissertar e exibir conhecimentos de biologia e transgênese, mas só conseguiu apresentar conceitos equivocados, que podem refletir ou falta de domínio da técnica da escrita ou falta de conhecimentos de biologia. Não bastassem os absurdos do primeiro parágrafo, o segundo fica entre o enigmático e o abstruso. Finalmente, o terceiro demonstra um enfoque equivocado do tema proposto ao tratar do papel dos rótulos nas exportações da agroindústria brasileira.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) Organismos geneticamente modificados (OGMs) não são sinônimos de transgênicos. Há diferenças entre os dois. b) Darwin e Wallace nunca falaram sobre o processo de produção de transgênicos, até porque isso não existia na época em que eles viveram. c) O parágrafo termina com uma divagação sobre o tempo que organismos naturais precisariam para se tornar transgênico, o que simplesmente não vem ao caso.

2) Segundo parágrafo: a) essa lei? Que lei? O tema fala de um projeto de lei, que o autor não menciona nem uma única vez. b) Entre outros erros, o autor começa falando do consumidor (ele, terceiro pessoa do singular) e depois passa a falar de nossa (primeira pessoa do plural) atentando contra a concordância e a coerência. c) O que significa derivar de forma transgênica? Em português, se diria "produzido por engenharia genética". d) A lei é importante, embora só sirva para uma minoria, pois a maioria das pessoas não lê os rótulos dos produtos. Isso é um contra-argumento! Em outras palavras, um gol contra!

3) Terceiro parágrafo: a) há muitos erros na alimentação da humanidade, um deles é a fome, outro o consumo excessivo de gorduras e carboidratos, mas o que isso tem que ver com transgênicos? b) Há repetição de palavras, porque o autor não sabe usar pronomes. Há vocábulos inadequados, em especial derivação. c) É lamentável, mas o texto termina num festival de surrealismo. O autor esquece o tema e parece esquecer a todo momento do que está falando, pois mal, apresenta um tópico, já começa a falar de outro.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 0,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos