Sacrifício do bem

NOTA 2,5

A filantropia é designada como a atitude de ajudar ao próximo e cada vez mais está sendo aderida pelo mundo em prol do bem da humanidade.

O ato de se tornar filantropo conta com muitos pontos positivos positivos, pois é um investimento que propicia a mautenção manutenção dos problemas socias sociais de determinada sociedade e traz para o indivíduo certa felicidade devida ao ato de ajudar alguém ou alguma causa.

Magnatas, a exemplo de Bill Gates, são modelos de filantropos que dedicam parte de seu capital a comunidades e instituições, motivando a outras pessoas a à aquisição dessa "qualidade".

Em contraposição às atitudes altruístas de parte da sociedade atual, há também uma porção que se aproveita de instituições como "ONGs de fachada" para angariar fundos para o próprio bolso, produzindo maior capital.

Conclusivamente, o que se percebe é que a filantropia é, sim, um exemplo a ser seguido, não somente sendo realizada com a doação de dinheiro, como também por meio de voluntariado, por exemplo. Mas, em meio a tanta corrupção, também deve ser vista pela sociedade de maneira minuciosa afim a fim de evitar mal-feitores malfeitores.

Comentário geral

Texto muito fraco, tanto em termos de linguagem, como de conteúdo. Além de problemas gramaticais, seja no âmbito da sintaxe, seja no da escolha do vocabulário, a redação explica mal e superficialmente o que é filantropia, afirma que a sociedade adere cada vez mais a ela, sem contudo apresentar provas dessa afirmação, para finalmente fazer uma divagação sobre a possibilidade de corruptos se fingirem de filantropos, o que foge completamente à proposta de redação.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) o autor começa muito mal invertendo a ordem lógica dos termos da oração. A ordem certa seria: A atitude de ajudar ao próximo é designada como filantropia. b) não se pode dizer que a filantropia é aderida por alguém. Na verdade, ocorre justamente o contrário: alguém adere à filantropia. Não bastassem esses dois absurdos, o autor não apresenta nenhuma prova de que há cada vez mais filantropos no mundo. Ou seja, faz uma afirmação sem justificá-la.

2) Segundo parágrafo: aqui, salta aos olhos de qualquer a incapacidade de o autor se expressar corretamente. Primeiro, não estamos falando do ato de se tornar filantropo, do ato em si. Segundo, conta pontos, como assim? Que tipo de pontos, quem faz essa contagem? Quantos pontos alguém ganha pelo ato de se tornar filantropo? Tudo isso não faz o mínimo sentido. A filantropia existe para combater os problemas sociais, para resolvê-los e não para fazer a sua manutenção. Se mantivesse os problemas sociais, a filantropia seria misantropia... De resto, o autor apresenta uma tautologia: o ato de se tornar filantropo dá prazer devido ao ato de ajudar alguém ou alguma causa, isto é, devido a essa ajuda ser um ato filantrópico.

3) Terceiro parágrafo: filantropia não é uma qualidade que alguém adquira. É uma atitude, uma prática. Além disso, não adianta pôr a palavra entre aspas para dar-lhe outro sentido. Aliás, no próprio título, o autor tinha colocado sacrifício entre aspas, também sem nenhuma razão e, para piorar, porque nada no texto explica em que a filantropia é um sacrifício. Ou seja, não há relação entre o título e o texto.

4) Quarto parágrafo: aqui o autor parece fazer uma denúncia, mas sem apresentar nada de concreto. De resto, foge do tema.

5) Quinto parágrafo: a) em vez de conclusivamente, o autor deveria dizer em conclusão ou concluindo. b) não se trata de ver a filantropia minuciosamente. Trata-se de distinguir os verdadeiros filantropos dos aproveitadores, dos pilantras.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 2,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos