(Sem título 077)

NOTA 2,5
Com o aumento da diversidade religiosa no brasil Brasil, vem crescendo o numero número de casos de intolerância religiosa no pais país. Um numero número que já era alto desde os tempos do Brasil colônia.

No período entre o século XIV ao XVI, tem se registrado varias registraram-se várias manifestações de caráter repugnante, no que se diz respeito à intolerância religiosa. A grande vontade da igreja católica em adquirir fieis, criou fieis criou um certo atrito entre as religiões europeias, africanas e indígenas.

Ainda mais, até hoje nos deparamos com situações semelhantes, tem têm se noticiado cada vez mais casos de agressão física e verbal entre fieis de religiões distintas, e esse numero número dendê tende a crescer ainda mais, em visto que, visto que a diversidade religiosa ganha espaço em nosso país.

Uma causa desses problemas é o desconhecimento, por parte da população, de que do que cada religião representa. Um exemplo disso são as agressões a grupos de macumba e candomblé, onde em que os agressores creem que essas religiões são malignas.

Portanto, é de dever da mídia mostrar a gama variedade de religiões presentes em nosso pais país e apresentar para a população, o população o que cada religião prega e qual seu objetivo.

Comentário geral

Texto muito fraco. Os três primeiros parágrafos perfazem um raciocínio circular que parte da premissa do aumento da diversidade religiosa no Brasil para chegar à conclusão de que aumenta a diversidade religiosa no Brasil... De resto, a análise do problema é superficial, assim como a proposta de solução. O autor não compreende a complexidade do problema.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) para que repetir no país, se já havia falado no Brasil? b) O que aconteceu no Brasil Colônia não foi propriamente um caso de intolerância religiosa. A questão era outra e mais complexa do que o autor dá a entender.

2) Segundo parágrafo: a) nos séculos XIV e XV, o Brasil não era uma colônia de ninguém e, a rigor, nem era Brasil, mas um território sem nome habitado por uma grande quantidade de tribos indígenas. b) A segunda frase em vermelho também é reducionista e não dá conta dos fatos históricos. Certo atrito é uma expressão tão vaga, que pode significar qualquer coisa.

3) Terceiro parágrafo: a) dendê é o fruto do dendezeiro, que produz um azeito muito usado na culinária afro-brasileira e é evidente que a palavra foi usada fora de contexto. b) Eis aí o autor apresentando como conclusão a premissa de que partiu. Ou seja, o texto saiu de um ponto e, em vez de ir em frente, voltou para o mesmo lugar.

4) Quarto parágrafo: referir-se às religiões afro-brasileiras como macumba é incorreto. Trata-se de uma generalização equivocada e que tem uma carga preconceituosa.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 2,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos