(Sem título 085)

NOTA 2,5

A escola foi criada para trazer mais educação para as pessoas que a frequentam, mas não podemos deixar de lado que deve haver um pouco de interesse por parte dos alunos.

A situação da escolaridade no Brasil não é nada animadora, há animadora. Há alunos que mau mal sabem ler e escrever e há professores que não se importam com alunos e dão qualquer atividade atividade, mesmo sem explicar nada.

Alunos de escola pública que querem estudar e ter "sucesso" sucesso sofrem muito nos dias de hoje, pois não está fácil, é ônibus lotado, pessoas que moram em na roça ou em lugares perigosos demais.

O "sucesso" sucesso vem da luta e persistência que se deve ter, nas condições de vida de hoje, pra para quem é pobre querer alcançar algo é muito lamentável difícil.

Há projeto do governo para a educação, mas falta melhorar muito ainda as estradas, merendas, professores, segurança, transporte, e também o interesse do aluno é essencial
, pois não se pode chegar ao sucesso se não correr atrás, os pais devem incentivar os filhos a lerem ler mais, estudar em no devido horário para que seja alcançado o "sucesso" sucesso tão desejado.

Comentário geral

Texto fraco, escrito majoritariamente em norma coloquial. Não é uma dissertação, mas declarações avulsas em que o autor demonstra uma visão simplificadora da realidade, apresenta declarações sem a devida fundamentação e comete vários erros gramaticais.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) É uma visão simplista da história da educação. A escola não foi criada, assim como é criada uma obra de arte. Houve um longo processo até as escolas se tornarem o que são hoje. b) Não se trata de trazer mais educação, mas de educar.

2) Segundo parágrafo: dão qualquer atividade, mesmo sem explicar nada é um exemplo claro da informalidade da linguagem do autor, da sua incapacidade de descrever corretamente na norma culta os fatos que ele apresenta.

3) Terceiro parágrafo: o tom do discurso vai se tornando cada vez mais informal. Além disso, o aluno mistura temas: aparentemente, ele quer se referir aos alunos pobres, em vez disso fala dos alunos dos dias de hoje. Ora, hoje há alunos ricos e pobres, que não enfrentam as mesmas condições apresentadas. Fora a diferente natureza, que é bastante diferente, dessas mesmas condições, as quais no entanto são colocadas lado a lado como se se tratasse das mesmas coisas.

4) Quarto parágrafo: é a mesma coisa do anterior, com mais informalidade e confusão.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 2,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos