(Sem título 093)

NOTA 2,0

As maquinas, máquinas estão tirando inúmeros empregados de seus devidos empregos, nos três setores da economia, com máquinas agrícolas, máquinas industriais e caixas automáticos; entretanto as mesmas são benéficas para um aumento da produção e possivelmente para gastos reduzidos em relação a à mão de obra humana.

Apenas uma máquina é capaz de substituir centenas de funcionários, a mesma não reclama com o chefe, porem porém, não tem ideia para melhorar o processo. Já o empregado pode ter uma ideia que facilite o processo de produção ou que melhore o produto, mas não acompanha a produção de uma máquina. Caso houver um número elevado de maquinas máquinas comparado ao número de mão de obra humana haverá desemprego acarretando problemas no consumo.

Muitos se fizeram a pergunta: ‘‘meu emprego está em risco por causa da tecnologia?’’ há muito tempo atrás tecnologia", há muito tempo, com a invenção da máquina a vapor, mas o que ocorreu foi um grande avanço e a criação de novos empregos diretos e indiretos logo após indiretos. Logo após, chegou a máquina a combustão e aconteceu o mesmo.

É louvável tentar um equilíbrio com a mão de obra humana e a tecnológica, nunca perdendo o foco de conseguir aumentar a produção e continuar o consumo em massa assim massa. Assim, o avanço chegará.

Comentário geral

Texto fraco, com uma reflexão superficial sobre o tema e uma grande quantidade de equívocos, sem falar em contradições. Não segue a estrutura dissertativa, já que não apresenta uma linha de raciocínio, mas reflexões avulsas e mal expressas sobre o tema. A linguagem, quando muito, tenta se afastar da norma coloquial, rumo à norma culta, mas não consegue atingi-la. Para piorar, o final é inconclusivo.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) Como assim devidos empregos? Por que os empregos são devidos? b) É uma incompreensão do tema limitar a quarta revolução industrial ao surgimento de máquinas. c) Também é simplista a enumeração dos três setores da economia e suas respectivas máquinas. d) Uso vicioso de mesmo/mesma. Veja o uso correto aqui. e) Mão de obra é uma expressão relacionada basicamente ao trabalho humano. É uma redundância falar em mão de obra humana. Vá lá, não é um erro, mas vai se somando a outros problemas do texto, até porque a expressão é usada várias vezes.

2) Segundo parágrafo: a) Novamente se usa a mesma incorretamente. b) Que processo? É preciso complementar o termo. Falar em processo produtivo, por exemplo. c) Deixando de lado expressões coloquiais inadequadas, há problemas de raciocínio aqui, já que o aluno fala que a tecnologia vai produzir desemprego e, no parágrafo seguinte, sugere que não, uma vez que isso não ocorreu nas revoluções industriais precedentes. d) Considerar que o desemprego é problemático por acarretar problemas no consumo é demonstrar uma compreensão mal formada do problema.

3) Quarto parágrafo: a) Não se trata de ser ou não louvável, a discussão não é sobre louvores. b) Por avanço, aparentemente, o autor quer dizer progresso.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,5
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,0
Nota final 2,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos