(Sem título 094)

NOTA 1,0

O Impeachment impeachment da atual presidente do Brasil passou a ser senso comum, devido ao elevado número de pessoas que apoiam o movimento e os argumentos desenvolvidos, entre eles, estão a atual situação do Brasil que encontra-se em crise e a sua participação, através de um vínculo de amizade entre os seus integrantes, na operação lava-jato Operação Lava Jato.

A crise passou a ser uma consequência da situação da política brasileira devido aos países terem desistido de investir pela falta de estabilidade, não permitindo que alguma empresa pudesse vigorar em um sistema instável.

Enquanto a causa dessa consequência pode ser apresentada através da na operação lava-jato da Operação Lava Jato, que revelou a participação de políticos em uma renomada corrupção.

Os fatores mencionados entre causa e consequência são mínimos para consolidar a perda do mandato da presidente do Brasil, que dará ao país a chance de recomeçar por um outro ponto de vista, que talvez não seja o vigente lema "Um país rico é um país sem pobreza", mas que poderá auxiliar em áreas esquecidas pela própria dirigente.

Para que isso aconteça, a participação do povo deve ser cada vez mais efetivada através das manifestações que revelam a sua insatisfação e a busca por um país melhor, partindo da percepção de que a corrupção existe, sim. E que pode ser posto um fim nela.

Comentário geral

Texto insatisfatório que, na verdade, mal chega a ser um texto. Antes, é um amontoado de declarações que pouco fazem sentido, seja porque expressam ideias confusas, seja porque não observam a sintaxe. Só é possível compreender do texto noções mínimas: que o país se encontra numa crise política e econômica, que o autor responsabiliza a presidente por isso e, portanto, apoia o impeachment. As explicações que ele tenta dar para isso, no entanto, são incompreensíveis, pois o uso da linguagem é de tal modo aleatório, que não ocorre a comunicação.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) por senso comum o autor parece querer dizer consenso, mas o impeachment está longe de ser consensual. Pelo contrário, ele é alvo de polêmicas e conflitos. b) A ambiguidade é gritante: pelo que está escrito, o Brasil participa da Operação Lava Jato devido ao círculo de amizades de seus integrantes! Ora, isso é um disparate, é puro non-sense.

2) Segundo parágrafo: aparentemente, o autor quer dizer que a crise econômica é gerada pela situação política, mas o resto da frase é confuso e incompleto. O autor não consegue expor com um mínimo de clareza o que está tentando dizer.

3) Terceiro parágrafo: não se submete às regras mínimas da sintaxe e, portanto, é agramatical e ininteligível.

4) Quarto parágrafo: entende-se que o autor acha que tudo o que apontou são argumentos a favor do impeachment, mas o resto não faz sentido: não se trata de uma questão de ponto de vista ou de lema e como essas coisas podem auxiliar em áreas esquecidas pela dirigente? Do quê, exatamente, o autor está falando?

5) Quinto parágrafo: apesar de muito mal escrito, com escolhas vocabulares inadequadas e combinações sintagmáticas sofríveis, este talvez seja o parágrafo mais claro do texto. Mas é insuficiente para garantir-lhe mais que um ponto.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 0,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 0,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 1,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos