Topo

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Março/2019 Cantar ou não cantar o hino nacional? Eis a questão...

Redação corrigida 800

Um ritual em desuso

Inconsistente Erro Correção

A conclamação do ministro da educação ao registro de imagem de alunos cantando o hino nacional em escolas gerou, com razão, reações negativas em todo o país, o que pode ser observado na imprensa e nas mídias sociais. Ao que tudo indica, tratou-se de tentativa de angariar material audiovisual com intenção propagandística por parte do governo, prevendo inclusive a declamação do slogan da campanha eleitoral do Presidente presidente da República.

O pedido, nos moldes em que foi feito, é descabido, uma vez que constrange a autonomia pedagógica das escolas, além de trazer o risco de ferir o direito de imagem das crianças. Entretanto, deixando de lado a desmedida política o desmedido ato político, é profícuo aproveitar o fato para refletir acerca do sentido geral do costume, cada vez mais deixado de lado, de hastear a bandeira acompanhada da entoação do hino e cantar o hino nacional em ambiente escolar.

Como comparação, uma cena a que quase inevitavelmente somos remetidos é a dos jogadores da seleção de futebol antes de uma partida de mundial, ou ainda, na cerimônia de entrega do prêmio. Há quem se emocione e cante junto, assim como há também os torcedores que fazem troça ao flagrar as imagens dos atletas em descompasso com a letra. De todo modo, não há quem critique a solenidade quando inserida em ocasião esportiva. Mas será esse o único ambiente em que vale celebrar os símbolos nacionais?

Talvez hoje pareça um procedimento burocrático o antigo protocolo de formar diariamente uma fila no pátio e cantar o hino antes de encaminhar as crianças às salas de aula. Por outro lado, não deixa de ser um ritual que demarca que a educação, antes de ser um requisito técnico do mercado global, é parte da formação de valores de cidadania, os quais incluem o respeito à unidade da federação pátria.

Afinal, se cantar o hino em escolas já foi lei instituída por governos tanto de direita quanto de esquerda, isso deve guardar relação com o fato de que a unidade e a soberania do Estado merecem ser relembradas constantemente. Acompanhada de outras medidas da escola que promovam discussões críticas a respeito da história e da atualidade, não faz mal nenhum cobrar, pelo menos em datas comemorativas, que os alunos conheçam saibam de cor o hino nacional e o façam vibrar em uníssono na instituição que os acolhe. Contudo, isso deveria ser feito em caráter de hábito, independente de um fim de exibicionismo político.

Comentário geral

Texto bom, mas prolixo. É aconselhável ser mais objetivo e sintético.

Competências

  • 1) O texto é prolixo demais. O autor poderia dizer o mesmo que disse de modo mais sintético e objetivo.
  • 2) Sem dúvida, o autor compreendeu o tema, mas deixou a desejar quanto ao gênero dissertativo. Produziu um texto formalmente desequilibrado. Os dois parágrafos iniciais são apenas a introdução do tema. É demais para uma introdução. Já o quarto parágrafo, que traz o cerne da argumentação do autor, é o menor de todos.
  • 3) A argumentação é boa, mas os dois parágrafos dissertativos deixam a desejar. O autor se perde em detalhes, em vez de ir diretamente ao ponto dos argumentos, que seriam: 1) já que se canta o hino em estádios, por que não em escolas? 2) Escola não é exclusivamente para instrução técnica, mas também para a formação de valores.
  • 4) O texto é coeso, mas a prolixidade prejudica a unidade. Há volteios e divagações.
  • 5) A conclusão é coerente, mas também prejudicada pela prolixidade.

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 160
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 160
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 160
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 160
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 160
Nota final 800

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.