Uma carta para a mudança

NOTA 8,0

São Paulo, 16 de agosto de 2017.

Prezado Senhor Professor,

 

Sabemos que atualmente o sistema escolar é baseado no repasse de conhecimento através de conteúdos copiados ou exercícios resolvidos. Além dessas características, a educação argumentativa é de extrema importância para a formação do aluno. Ao estruturar uma roda de debate, o educador desenvolve no educando a competência de argumentar e debater com ideais diferentes.

O primeiro passo para uma discussão ser realizada é mostrar aos debatedores que não existe um conceito universal para verdade, mas sim conceitos incompletos. Quando enxergamos que algo para nós é absoluto mas para o outro pode ser incerto, entendemos a estrutura de um debate: conhecer perspectivas diferentes e absorver aquilo que nos convém, não exigindo um resultado final, mas sim uma reflexão.

Para prosseguir Além disso, é necessário que os oradores saibam do sobre o que estão argumentando. Conhecer o assunto em discussão é primordial, pois sem conhecimento pois, sem conhecimento, podemos ser pegos pela contradição ou por mal-entendidos. A fala clara, firme e objetiva alimenta um bom debate.

A razão de informações serem distorcidas ou discussões com agressões verbais ocorrerem, se deve ao fato de que na escola não somos instruídos de como funciona um debate e do porquê debatemos. As frequentes distorções de fatos ou as posturas agressivas nas discussões se devem à inexistência de instruções sobre como e por que ocorre um debate. Ao implementar as características aqui citadas as medidas aqui sugeridas, acredito que a sala de aula se tornará um lugar cada vez mais argumentativo, o que ajudará estudantes e professores como o senhor a conhecer novos argumentos e conceitos.

De uma aluna do Ensino Médio público.

Comentário geral

 

Texto muito bom, com problemas pontuais que puxam a nota para baixo. Nesse sentido, é mais proveitoso ver esses problemas do que nos estendermos no comentário ao conjunto do texto, que enquadra perfeitamente nos requisitos apresentados pela proposta.

 

Aspectos pontuais

 

1) Primeiro parágrafo: não há propriamente nenhum erro aqui. No entanto, o autor se expressa mal ao descrever o sistema escolar. Também não conecta adequadamente as frases que vêm a seguir, de modo que a introdução parece ser formada por três afirmações avulsas. Como sugestão, reescrevemos o parágrafo, esclarecendo as ideias e articulando-as entre si: Os métodos de educação atuais se baseiam principalmente na transmissão de informações e da memorização dessas informações, por meio de exercícios. Isso é insuficiente para formar os estudantes a expressarem suas opiniões e saberem defender seus pontos de vista. Esse problema pode ser solucionado, incluindo explicitamente o debate e a argumentação no currículo escolar.

2) Segundo parágrafo: novamente, o autor se expressa mal e justamente onde aborda uma questão muito complexa. Pode-se dizer que não existem verdades absolutas em certas áreas do conhecimento humano. O fato de não existirem essas verdades absolutas não se deve a conceitos incompletos. O que o autor quis dizer foi basicamente isso: que há muitos aspectos relativos na realidade, que são enxergados de maneira diversa por várias pessoas. É preciso que os debatedores não se julguem os donos da verdade e respeitem os pontos de vista que cada um manifesta.

3) Quarto parágrafo: a) reescrevemos o trecho sublinhado para torna-lo mais claro. Nesse mesmo trecho, está assinalado em vermelho um erro grave de pontuação: uma vírgula não pode separar o sujeito do predicado. b) Não existem lugares argumentativos. O que o autor parece querer dizer é que, se forem adotadas as medidas que sugere, os estudantes aprenderão a argumentar corretamente, sem se deixar levar por extremismos.

 

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 2,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 2,0
Nota final 8,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos