Virtualidade em excesso

NOTA 4,0

A facilidade de acesso à internet e as às diversas funções que ela possibilita tornam internautas cada vez mais dependentes da tecnologia. Entretanto, em meio a tantas funções benéficas, seu uso em excesso pode causar vícios, problemas de saúde e até proporcionar crimes crimes.

A interação Interação com outras pessoas, jogos, sites de entretenimento, vídeos, músicas, filmes e compras são algumas das diversas formas que a internet é usada de utilização da internet. O acesso a informações em tempo real é também um benefício da tecnologia, impulsionada pela globalização que aproxima países, pessoas e até a economia mundial mundial, através da virtualidade.

Entretanto, em meio a tantas qualidades, o uso excessivo da internet e a dependência dos internautas têm causado transtornos como a nomofobia. Prejudicial à saúde mental e física, a essa falta de limite está deixando a sociedade doente. Isolamento social, bullying virtual e sedentarismo são exemplos de acontecimentos maléficos dessa prática, que causa preocupação na sociedade.

O crescimento da tecnologia é inevitável no século XXI que é direcionado a inovações facilitadoras do cotidiano. Porém, o uso da internet deve ser limitado a fim de que não se torne excessivo e vicioso. Um consumo moderado traz inúmeros benefícios para a vida pessoal, profissional e até afetiva, mas é necessário saber usar de maneira saudável e segura sem deixar que ela tome sua vida, seu tempo e seus hobbies.

Comentário geral

Texto razoável, especialmente em termos de linguagem, que não apresenta erros, mas pequenos desvios da norma culta, em particular na escolha do vocabulário. Mas há trechos em que o uso da linguagem resulta em confusão conceitual, assim como, de modo geral, o texto apresenta uma interpretação superficial do tema, atribuindo ao uso excessivo da internet a prática de crimes, por exemplo. Além disso, há certa redundância ao apontar o excesso como causa única de todos os problemas e o uso moderado como solução para todos eles. De qualquer modo, o texto está correto em termos estruturais e apresenta uma reflexão aceitável sobre o tema.

Aspectos pontuais

 

1) Primeiro parágrafo: a) o uso da palavra funções para designar ao mesmo tempo os conteúdos que a internet oferece e as atividades que ela faculta não é muito adequado, uma vez que um conteúdo não é uma função. Como a ideia do autor é mostrar as diversas possibilidades de uso da internet, ele poderia ter usado no lugar de funções a palavra opções. b) Já comentamos a questão de atribuir todos os problemas ao excesso no uso. c) Há certa redundância em se falar em dependência e vício, ou em vício e problema de saúde. De resto, qual a relação entre o uso excessivo e o crime?

2) Terceiro parágrafo: a) a nomofobia é uma forma de dependência, então, o autor está dizendo que a dependência causa a dependência. b) O problema não atinge a sociedade como um todo, não se pode dizer que a sociedade é doentia porque uma porcentagem dela está doente. c) O sedentarismo não é causado apenas pela internet. d) isolamento, bullying e sedentarismo não são acontecimentos propriamente ditos.

3) Quarto parágrafo: a) O século é direcionado? Como assim? A expressão é confusa. b) a internet não é uma substância que possa ser consumida. De resto, quais seriam os benefícios do uso moderado? Aparentemente, o autor quis dizer que o uso moderado evita os malefícios. Enfim, a declaração é vaga e ambígua.

 

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Nota final 4,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos