Vossa excelência [Exmo.] Senador M. M.,

NOTA 6,0

O senhor e eu já estamos cientes do projeto de lei que é favorável à remoção do rótulo dos produtos com componentes geneticamente modificados, os transgênicos.

É sabido que os alimentos transgênicos trazem grandes melhorias, tanto para o solo, pois podem ser produzidos em maior quantidade ocupando um espaço de terra menor que as grandes produções atuais do que os atualmente utilizados e, quanto a sua produção, que não necessita do uso exagerado de agrotóxico e agrotóxicos, pois suas sementes são resistentes à praga. Porém, estes esses produtos podem levar ao excessivo uso de agrotóxico nas plantações, pois as ervas daninhas e os herbívoros tendem a se tornar mais resistentes, o que levaria a um desequilíbrio ecológico. Além disso, pode podem aumentar resíduos de agrotóxicos nos alimentos.

Pois bem, a meu ver este Projeto de Lei não deverá deve ser aprovado, pois o rótulo é essencial para que os consumidores saibam que estão consumindo produtos geneticamente modificados. Caso seja aprovado, mesmo que ainda contenha identificação de forma escrita na embalagem embalagem, prejudicará o consumidor que já está acostumado com o T de alerta no produto e que, devido à pressa do dia a dia dia, não tem tempo para ler o rótulo de todas as mercadorias que está comprando.

Assim, Excelentíssimo Senhor, sugiro que o senhor sugiro que Vossa Excelência leve em consideração o que lhe relatei, pois a aprovação desse projeto traria alguns transtornos aos consumidores que não utilizam esses tipos querem utilizar esse tipo de produtos.

Respeitosamente,

A. P. H. S.

Comentário geral

Texto razoável, que se configura como uma carta argumentativa, conquanto o autor se perca justamente na explicação de aspectos relevantes do problema, o que prejudica sua argumentação. Mesmo assim, o conjunto acaba sendo mais positivo do que negativo, mesmo considerando os vários problemas pontuais.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: se os dois já estão conscientes do problema, não é necessário enunciar isso. É falar o óbvio, chover no molhado. Além do mais, essa introdução denota alguma intimidade entre o remetente e o destinatário, o que não é muito apropriado.

2) Segundo parágrafo: a) confuso e contraditório: os produtos não precisam do uso exagerado dos agrotóxicos, mas isso pode levar ao... uso excessivo dos agrotóxicos. Ou não precisa ou precisa, as duas coisas ao mesmo tempo não podem ser. Há mais equívocos na colocação sobre o desequilíbrio ecológico. É pena que nesse parágrafo que é crucial o autor se perca. b) Quem é o sujeito da última oração? A rigor, resíduos de agrotóxicos. Logo o verbo poder tem de estar no plural.

4) Quarto parágrafo: assinalamos em vermelho o erro e a repetição no uso do pronome de tratamento, corrigindo-os em verde.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,5
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 6,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos