Topo

Coluna

Priscila Cruz


Volta às aulas: lá vem uma nova adaptação!

Arte
Programe-se para levar seu filho à escola no primeiro dia, não importa se ele vai fazer esse caminho sozinho ou com os amigos depois Imagem: Arte
Priscila Cruz

Fundadora e presidente-executiva do movimento Todos Pela Educação. Graduada em administração (FGV) e direito (USP), mestre em administração pública (Harvard Kennedy School), foi coordenadora do ano do voluntariado no Brasil e do Instituto Faça Parte, que ajudou a fundar.

27/07/2016 06h00

Na próxima semana, recomeçam as aulas em boa parte das escolas do País. Esse retorno costuma ser um período mais sensível para as crianças e até para os jovens. Afinal, todo recomeço é um novo começo. Os vínculos precisam se restabelecer, há novamente um esforço para se adaptar aos horários, ao espaço, aos colegas, aos professores e aos novos desafios... Até mesmo para os adultos, a retomada de uma rotina é difícil: volta aquele corre-corre de manhã, a pressa para não chegar atrasado, leva e busca, “como foi na escola hoje?” e “já fez o dever de casa?”.

Porém, uma coisa é certa: quando bem encaminhada, essa readaptação dá certo. Mas, para que isso aconteça, precisamos participar! Aliás, diversas pesquisas mostram que, quando os pais participam de pertinho da educação dos filhos, a aprendizagem deles é muito, muito melhor. Pensando nisso, compartilho aqui quatro coisas que aprendi ao longo desses anos, como mãe e também ativista pela Educação, sobre a volta às aulas.

Converse com seu filho sobre o retorno para a escola

Ajude a criança a lembrar que é muito importante ir para a escola e quanta coisa gostosa ela faz por lá, quanta coisa ela aprende; fale dos amigos, do recreio. No caso dos mais velhos, converse sobre as expectativas relativas ao segundo semestre, que professor vai dar a primeira aula, sobre o que eles acham que vai ser, o que eles gostariam de aprender e de fazer na escola nos próximos meses.

Valorize esse momento

Ajude a arrumar o material, a separar o uniforme. Rever os cadernos do semestre anterior também é uma forma de ligar de novo a chavinha da escola.

Vá com ele para a escola no primeiro dia de aula

Programe-se para levá-lo à escola no primeiro dia, não importa se ele vai fazer esse caminho sozinho ou com os amigos depois.

Converse com os professores

A ida à escola não é só para ajudá-los a relembrar o caminho, mas também para conversar um pouco com os professores e, se der, com outros educadores – do bedel à diretora. Quando você vai à escola desde o primeiro dia, já começa com o pé direito, estabelecendo uma boa relação com os educadores de seus filhos. E isso é outra coisa que as pesquisas confirmam: a aproximação entre a família e os educadores só gera resultados positivos para a aprendizagem.

E vale lembrar: é melhor se envolver desde o começo – ou recomeço – das aulas até o final, inclusive durante as férias, feriados, fins de semana...  Quando você valoriza a educação de seu filho, ajuda a valorizar a Educação em geral. E isso é bom para todo mundo! Parece incrível, mas pude comprovar isso de perto quando viajei com a equipe do Canal Futura para o Canadá, a Coreia do Sul, a Finlândia e outros lugares que estão no topo do ranking da Educação do mundo (veja aqui o resultado).

Educação valorizada por todos = educação de qualidade!