Volta às aulas: lá vem uma nova adaptação!

Priscila Cruz

Priscila Cruz

  • Arte

    Programe-se para levar seu filho à escola no primeiro dia, não importa se ele vai fazer esse caminho sozinho ou com os amigos depois

    Programe-se para levar seu filho à escola no primeiro dia, não importa se ele vai fazer esse caminho sozinho ou com os amigos depois

Na próxima semana, recomeçam as aulas em boa parte das escolas do País. Esse retorno costuma ser um período mais sensível para as crianças e até para os jovens. Afinal, todo recomeço é um novo começo. Os vínculos precisam se restabelecer, há novamente um esforço para se adaptar aos horários, ao espaço, aos colegas, aos professores e aos novos desafios... Até mesmo para os adultos, a retomada de uma rotina é difícil: volta aquele corre-corre de manhã, a pressa para não chegar atrasado, leva e busca, "como foi na escola hoje?" e "já fez o dever de casa?".

Porém, uma coisa é certa: quando bem encaminhada, essa readaptação dá certo. Mas, para que isso aconteça, precisamos participar! Aliás, diversas pesquisas mostram que, quando os pais participam de pertinho da educação dos filhos, a aprendizagem deles é muito, muito melhor. Pensando nisso, compartilho aqui quatro coisas que aprendi ao longo desses anos, como mãe e também ativista pela Educação, sobre a volta às aulas.

Converse com seu filho sobre o retorno para a escola

Ajude a criança a lembrar que é muito importante ir para a escola e quanta coisa gostosa ela faz por lá, quanta coisa ela aprende; fale dos amigos, do recreio. No caso dos mais velhos, converse sobre as expectativas relativas ao segundo semestre, que professor vai dar a primeira aula, sobre o que eles acham que vai ser, o que eles gostariam de aprender e de fazer na escola nos próximos meses.

Valorize esse momento

Ajude a arrumar o material, a separar o uniforme. Rever os cadernos do semestre anterior também é uma forma de ligar de novo a chavinha da escola.

Vá com ele para a escola no primeiro dia de aula

Programe-se para levá-lo à escola no primeiro dia, não importa se ele vai fazer esse caminho sozinho ou com os amigos depois.

Converse com os professores

A ida à escola não é só para ajudá-los a relembrar o caminho, mas também para conversar um pouco com os professores e, se der, com outros educadores – do bedel à diretora. Quando você vai à escola desde o primeiro dia, já começa com o pé direito, estabelecendo uma boa relação com os educadores de seus filhos. E isso é outra coisa que as pesquisas confirmam: a aproximação entre a família e os educadores só gera resultados positivos para a aprendizagem.

E vale lembrar: é melhor se envolver desde o começo – ou recomeço – das aulas até o final, inclusive durante as férias, feriados, fins de semana...  Quando você valoriza a educação de seu filho, ajuda a valorizar a Educação em geral. E isso é bom para todo mundo! Parece incrível, mas pude comprovar isso de perto quando viajei com a equipe do Canal Futura para o Canadá, a Coreia do Sul, a Finlândia e outros lugares que estão no topo do ranking da Educação do mundo (veja aqui o resultado).

Educação valorizada por todos = educação de qualidade! 

Priscila Cruz

Priscila Cruz é fundadora e presidente-executiva do movimento Todos Pela Educação. Graduada em Administração (FGV) e Direito (USP), mestre em Administração Pública (Harvard Kennedy School), foi coordenadora do ano do voluntariado no Brasil e do Instituto Faça Parte, que ajudou a fundar.

UOL Cursos Online

Todos os cursos