Sete bons motivos para ler esta coluna toda semana

Priscila Cruz

Priscila Cruz

  • Vilmar Oliveira/Todos pela Educação

Falar ou escrever sobre educação é um desafio maior do que parece.

Explico: a) a educação não está entre os dez termos mais relevantes na busca do Google, e isso quer dizer que, se você está lendo estas linhas, deve ser realmente interessado no tema; b) não existe receita pronta com resultado imediato, como uma fórmula para um problema de pele; c) a gente sempre acha que é PHD em Educação – principalmente a dos filhos –, e que não precisa da opinião dos outros sobre isso. Sou mãe de duas meninas, e sei como me sinto quando alguém dá conselhos sabidos pra gente; d) a qualidade da educação é um dos grandes entraves do Brasil, e as notícias, em geral, não são muito positivas.

Meu desafio, portanto, não é nada pequeno. Por outro lado, minha experiência à frente do movimento Todos Pela Educação tem me mostrado que, uma vez vencidos os obstáculos iniciais, quem se envolve com o tema da educação acaba se apaixonando por ele. É mais ou menos como aquela pessoa que detesta exercícios, é empurrada pelo médico para a esteira, acaba incorporando o hábito de corrida no dia a dia e adora.

Isso porque a gente percebe que quanto mais aprende sobre educação, mais consegue ver transformações no nosso dia a dia e na relação com nossos filhos, e também o seu poder de mudar a sociedade.

Mas, vamos lá, vou começar esta tarefa dando sete bons motivos para você voltar a este blog todas as quartas-feiras:

  1. ele é um ponto de encontro de pessoas que querem de alguma forma contribuir para a melhora da qualidade da educação dos seus filhos – caso os tenham – ou dos filhos de conhecidos, e também da escola do seu bairro ou da sua comunidade;
  2. é um meio que pode ser usado para compartilhar dúvidas – e soluções – sobre o melhor modo de agir diante de situações bem corriqueiras (como ajudar ou não na lição de casa) e mais complexas (como o que fazer quando há violência na escola);
  3. quer ajudar você a ser um aliado das pessoas que muitas vezes passam mais tempo com seu filho do que você mesmo – os professores! Só para lembrar: as crianças e jovens ficam na escola sob a responsabilidade deles no mínimo quatro horas por dia, cinco vezes por semana, durante duzentos dias por ano;
  4. vai compartilhar com você algumas boas práticas educadoras levadas a efeito pelo mundo afora, e também conclusões e descobertas da ciência que têm tudo a ver com o aprendizado. Por exemplo, você sabia que já há estudos mostrando que as crianças que recebem uma educação Infantil de qualidade têm mais chances de ter melhor rendimento financeiro na vida adulta e também menor propensão à criminalidade?
  5. vai discutir algumas políticas de educação que impactam o dia a dia escolar e trazer sugestões para, juntos, melhorarmos a educação no nosso país;
  6. quer sensibilizar toda a sociedade sobre o direito das crianças e dos jovens a uma educação de qualidade que potencialize o seu pleno desenvolvimento. Isso inclui cultura, lazer, esporte, segurança e cuidados. E lembrar que todos nós temos a obrigação constitucional de zelar por todas as crianças de nosso país, sejam elas nossos filhos ou os filhos de pessoas próximas ou desconhecidas;
  7. vai, além disso, lançar algumas questões para ajudar você a colocar a educação no seu cotidiano, mostrando ao seu filho que há uma ligação direta entre o que ele aprende na escola e o mundo em que ele vive, e que – o mais importante – a educação é um valor fundamental!

Até a semana que vem! 

Priscila Cruz

Priscila Cruz é fundadora e presidente-executiva do movimento Todos Pela Educação. Graduada em Administração (FGV) e Direito (USP), mestre em Administração Pública (Harvard Kennedy School), foi coordenadora do ano do voluntariado no Brasil e do Instituto Faça Parte, que ajudou a fundar.

UOL Cursos Online

Todos os cursos