5 passos para você fazer a sua parte pela educação

Priscila Cruz

Priscila Cruz

  • Arte Todos pela Educação

O país está vivendo um momento difícil. As manifestações públicas – seja nas ruas, nas conversas entre amigos e familiares ou nas redes sociais – têm sido de frustração, de falta de esperança. O debate está de tal forma polarizado que estamos deixando escapar oportunidades importantes para reconstruir alguns alicerces muito desgastados. Precisamos retomar o diálogo.

Cabe a nós, contudo, fazer a nossa parte para que a democracia seja respeitada, preservada, fortalecida

A falta de confiança em um Brasil melhor é o pior que pode nos acontecer. Nesse ponto me lembro de um trecho da música "Espatódea", de Nando Reis:

"Não sei se esse mundo está são

Mas pro mundo que eu vim já não era"

Ouça Espatódea, com Nando Reis

  •  

Eu vim para o mundo quando o Brasil estava sob a ditadura militar. No ano em que eu nasci aconteceram alguns dos piores episódios de assassinatos, sumiços, torturas... e tudo bem perto de onde eu morava. Estava muito pior do que hoje, sem dúvida alguma! Atualmente, podemos discordar, propor, nos organizar, fazer a diferença com liberdade, em liberdade. 

Cabe a nós, contudo, fazer a nossa parte para que a democracia seja respeitada, preservada, fortalecida. Principalmente para que o Brasil seja um país melhor para todos, em particular para os historicamente excluídos. Ora, fazer um país melhor demanda muito mais de nós. A cidadania só é plena se é ativa. 

Um dos pilares de uma sociedade com mais oportunidades para todos e preparada para crescer de forma sustentável e justa é Educação de qualidade para todos. Ela não é a solução de todos os problemas, mas ninguém ignora que todas as soluções passam por ela. Precisamos romper de uma vez por todas com o descaso histórico para com a Educação pública, colocá-la nas nossas demandas por um país melhor e, mais do que nunca, fazer a nossa parte.

Faço aqui uma sugestão de 5 Passos para você fazer a sua parte a fim de garantir uma Educação de qualidade, principalmente para as crianças que mais precisam:

1- Entenda melhor o assunto

Informe-se sobre a situação da Educação brasileira para entender melhor os desafios relativos à quantidade, qualidade, equidade e inovação. Procure  dados, pesquisas e diagnósticos. Um bom começo é o site coordenado pelo Todos Pela Educação, o Observatório do Plano Nacional de Educação:  www.opne.org.br.

2-   Identifique sua melhor parte

O que você mais gosta de fazer? Quais são seus talentos? Prefere interagir com pessoas ou ajudar à distância? Manda bem em Matemática e adoraria dar aula? Sabe muito sobre organização de eventos, grupos ou projetos? Como dizem os centros de voluntariado: "Faça parte e dê a melhor parte de você".

3- Coloque a mão na massa

No site www.5atitudes.org.br você encontra dicas de como pode fazer a sua parte pela Educação, seja em casa, no trabalho, no bairro ou na escola.

Você pode, por exemplo, valorizar mais a educação em seu dia a dia, propor um projeto social na empresa em que trabalha, ser voluntário nos fins de semana. Tem muito espaço para participar! Se quiser se engajar em uma organização que já atua com Educação, certamente há um centro de voluntariado mais próximo que pode ajudar (veja aqui www.acaovoluntaria.org.br).

4- Convide amigos e familiares

Fazer a sua parte com o apoio e a participação de pessoas queridas pode ser ainda melhor, mais prazeroso, mais efetivo e durar mais! Forme uma dupla ou um grupo. 

5- Espalhe os resultados

A melhor forma de um movimento crescer é espalhar boas notícias. Divida com seus amigos a diferença que você está percebendo ao agir pela Educação, seja com seus filhos ou com os alunos da escola próxima que você ajuda.

Então, vamos começar? Compartilhe também as suas sugestões. Pode ser aqui ou em suas redes sociais – o importante é multiplicar essas ideias. 

 

Priscila Cruz

Priscila Cruz é fundadora e presidente-executiva do movimento Todos Pela Educação. Graduada em Administração (FGV) e Direito (USP), mestre em Administração Pública (Harvard Kennedy School), foi coordenadora do ano do voluntariado no Brasil e do Instituto Faça Parte, que ajudou a fundar.

UOL Cursos Online

Todos os cursos