O que uma boa escola deve ter?

Priscila Cruz

Priscila Cruz

O fim do ano letivo está se aproximando – passou tão rápido, não? –, e muitas famílias, principalmente aquelas cujos filhos estão no ensino privado, já começaram a procurar escola para o próximo ano.

Algumas crianças e alguns jovens mudam de escola por uma série de motivos – como passagem do Ensino Fundamental 1 para o Ensino Fundamental 2 ou para o Ensino Médio, mudança de endereço ou outras razões pessoais. Seja qual for o motivo, é sempre bom ter em mente alguns aspectos a observar na hora de fazer a escolha e sobre os quais é importante questionar a direção/coordenação, tanto para entender melhor a escola como para demonstrar o valor que você dá a uma educação de qualidade.

Aliás, mesmo que seu filho não vá trocar de colégio no ano que vem, é importante ficar sempre de olho nos seguintes itens:

- Projeto Político Pedagógico (PPP)

Você sabe o que é o PPP? Documento obrigatório em todas as escolas, ele contém dados que caracterizam o colégio e a comunidade na qual está inserido. Também apresenta todas as missões e metas da instituição, além da descrição de como esses objetivos serão atingidos. Ou seja: ele é um "guia" do que a escola quer realizar no ano. Por isso, é muito importante conhecer o seu conteúdo na hora de cobrar da direção medidas sobre determinados assuntos, por exemplo.

- Merenda e transporte

Segundo a legislação, é dever do Estado garantir, em todas as etapas da Educação Básica, o atendimento dos alunos de escolas públicas por meio de programas que assegurem alimentação e transporte, dois itens fundamentais para que muitas crianças e muitos jovens possam ir à escola. No caso das unidades municipais, o fornecimento fica por conta das prefeituras; já nas estaduais, é de responsabilidade dos governos estaduais. A legislação não obriga as escolas particulares a oferecer alimentação, mas é importante verificar a qualidade do que é vendido nas cantinas! Há municípios que até já estabelecem regras coibindo a venda de alimentos com altos teores de gordura e açúcar, por exemplo. Fique de olho!

- Professores e equipe pedagógica

Procure saber se a escola dispõe de docentes para todas as disciplinas, especialmente nas turmas de Ensino Fundamental II e Ensino Médio, etapas que apresentam essa exigência. Veja também se há coordenador pedagógico, função essencial para conduzir o trabalho escolar – inclusive o cumprimento do PPP.

Converse com os profissionais e fale das suas expectativas: ter uma relação próxima com a escola ajuda a acompanhar melhor a trajetória do seu filho!

- Infraestrutura

Quais são as condições do prédio onde fica a escola? Há banheiros, água tratada e fornecimento de energia elétrica? O colégio tem biblioteca, sala de leitura, quadra de esportes e laboratório de informática?

Dados de 2015 mostram que somente 4,5% das escolas de Educação Básica do Brasil apresentam a infraestrutura exigida pelo Plano Nacional de Educação (saiba mais: http://www.observatoriodopne.org.br/metas-pne/7-aprendizado-adequado-fluxo-adequado/estrategias/7-18-infraestrutura). Por isso, informe-se sobre as condições do edifício escolar e faça uma visita a ele. Uma escola bem equipada é lei, e é fundamental para uma boa aprendizagem!

- Gestão democrática

Você sabia que pode participar de forma ativa da gestão da escola do seu filho? Mecanismos como os conselhos escolares, conselhos municipais de educação e associações de pais e mestres devem garantir isso, assim como o próprio PPP. Além disso, é importante que a escola abra espaço para a participação dos próprios alunos, favorecendo o desenvolvimento de uma série de habilidades importantes para a vida.

- Avaliações

Apesar de não serem a única coisa que determina a qualidade do ensino, as avaliações federais, estaduais e municipais servem como indicadores do trabalho desenvolvido em cada unidade escolar. Acompanhar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é importante para saber como a escola vem se saindo nos últimos anos.

Além desses itens, o importante é que seus filhos se sintam bem no ambiente que vão passar a frequentar. A sensação de acolhimento ajuda a dar segurança para que eles estabeleçam vínculos com colegas e professores – e, claro, aprendam da melhor forma possível!

Priscila Cruz

Priscila Cruz é fundadora e presidente-executiva do movimento Todos Pela Educação. Graduada em Administração (FGV) e Direito (USP), mestre em Administração Pública (Harvard Kennedy School), foi coordenadora do ano do voluntariado no Brasil e do Instituto Faça Parte, que ajudou a fundar.

UOL Cursos Online

Todos os cursos