Férias, tempo de aprender

Priscila Cruz

Priscila Cruz

Tempo de aula é tempo de aprender. E tempo de férias? É exatamente o contrário, como muitas crianças acham? Não necessariamente. Não precisa ser! Até porque aprender não é uma coisa chata. Está na hora de tirarmos isso da cabeça.

Mas, calma: não é caso de fazer lição e ter aulas. Isso é coisa do ano letivo. A ideia é aprender brincando – e há vários jeitos de fazer isso. Férias são para descansar e espairecer, tempo de se divertir. Por isso, pergunto: você já ouviu falar do conceito de cidades educadoras? Não? Vou explicar então.

A ideia de "cidade educadora" vem dos anos 1990, após a realização do I Congresso Internacional de Cidades Educadoras, na Espanha, que discutiu a cidade como um território educativo, com o sentido de melhorar a vida dos cidadãos. O que significa isso? Significa que os espaços urbanos devem ter objetivos pedagógicos, no sentido de que é possível aprender com eles e com a comunidade que os constrói e os habita. O congresso resultou num movimento e na Associação Internacional de Cidades Educadoras, que hoje reúne mais de quatrocentos munícipios em todo o mundo.

Não importa se a sua cidade faz ou não parte da associação. O importante é ter em mente alguns dos princípios das cidades educadoras e tentar aplicá-los no seu cotidiano. Entre eles, temos:

  • entender e trabalhar a cidade como espaço comunitário e educador;
  • aprender na cidade e com a cidade, sem esquecer a importância das pessoas que ali vivem e com quem dividimos os espaços;
  • valorizar o aprendizado e a experiência de vida das pessoas;
  • compreender a cidade como um lugar onde se formam os principais valores humanos para uma convivência democrática que respeite a diversidade – como tolerância e responsabilidade, por exemplo.

Ou seja, não, as crianças não aprendem somente quando estão sentadas na carteira, na sala de aula. Uma conversa com o sorveteiro no parque ou com o cobrador de ônibus a caminho do museu, por exemplo, é tão educativa quanto a experiência de estar no parque, no museu, no planetário, na biblioteca, no cinema, no clube... As pessoas e os espaços sempre têm algo a nos oferecer. Por que não usufruir disso e aprender com eles?

Para saber mais sobre as cidades educadoras, visite o site do Ministério da Educação (MEC):  e o trabalho do Cidade Escola Aprendiz.

E lembre-se: tempo de aprender é o tempo todo!

Bom aprendizado e boas férias!
 

Priscila Cruz

Priscila Cruz é fundadora e presidente-executiva do movimento Todos Pela Educação. Graduada em Administração (FGV) e Direito (USP), mestre em Administração Pública (Harvard Kennedy School), foi coordenadora do ano do voluntariado no Brasil e do Instituto Faça Parte, que ajudou a fundar.

UOL Cursos Online

Todos os cursos